sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Malas prontas e o travesseiro


É doloroso chegar em casa ver as suas malas prontas.
Logo agora que estamos nos dando tão bem?
O que aconteceu?
– Cansei!
Cansou de que?
Parecíamos felizes.
Sorríamos, bebíamos, curtíamos a vida.
Nada parecia nos separar.
Erámos o exemplo de tanta harmonia.
Não estou entendendo nada.
O que foi que eu fiz?
– Nada! Apenas cansei.
Cansou? Mas do que?
Fazia juras de amor. 
Dizia-me que eu era especial.
Que nunca houve outro homem como eu.
Sempre me disse que se existe o paraíso, é aqui.
Agora fica ai olhando o meu desespero com este olhar distante.
Meu pranto rola e você sem reação, fria como nunca foi. Não me diz nada?
– O que eu posso fazer?
Diga que é mentira. Uma brincadeira, que você não vai embora.
– Mas, eu vou!
Vai para onde?
O que vai fazer?
– Isto não importa. Eu vou! É o que interessa.
Não posso crer.
Não acredito nisto.
Esta não é você.
Não é a mulher que entrou na minha vida para nunca mais sair.
Vá embora!
Não! Fique até me dizer onde ela está.
– Mas, sou eu. Você tem que aceitar. Acabou!
Não! Não pode ter acabado.
Não acredito em você.
– Olhe! Você ainda tem uma vida pela frente. Vai encontrar alguém que te ame.
Mas, eu amo você.
É você quem quero.
Você é minha vida.
– Eu não posso fazer mais nada.
Estávamos no nosso melhor momento.
O que aconteceu?
Você ainda não explicou.
Eu mereço consideração.
– Sim! Merece, por isto estou indo embora.  Não quero mais magoar você.
Você não me magoa, quer dizer, está magoando agora. Por quê?
– Não quero mais ficar aqui.
Mas, eu vou com você.
Para onde quiser.
É só dizer.
– Você não está entendendo. Não te amo mais. Se é que um dia eu te amei.
Não posso estar ouvindo isto.
Ontem você estava feliz.
Fizemos amor como nunca.
– Ontem foi ontem. Hoje já é outro dia.
Diga nos meus olhos que não me ama.
– Eu não te amo.
Não sei se vou suportar isto.
Não vou aguentar.
Poxa! Dá uma chance para nós.
– Não dá! Eu tenho outro.
Outro? Você me traiu. Que bandida.
– A vida é assim. Não escolhi, aconteceu.
A vida não é justa.
– Sinto muito. O táxi deve estar chegando.  Cuide-se.
Ir assim, sem ao menos um beijo de despedida?
– A despedida foi ontem.
Tudo bem. Mas, o meu travesseiro você não leva...
Travesseiro? Ela pegou meu travesseiro – suspiro.
Pode ficar com ele meu amor. Eu deixo.
Parece um anjo.
Pesadelo idiota. 

Foto: Letícia Spezia


46 comentários:

  1. Ah! que mulherzinha! Tinha outro porque não terminou antes, quiser terminar agora. Mas a vida segue e esse "personagem" vai encontrar outra pessoa a que a ame.

    ps: sempre gosto de ler essas situações que posso entrar nelas e apontar o dedo pra essa mulher kk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk - Rodrigo
      O que é legal nas estórias é a interpretação de cada um.
      Para mim era para ser um pesadelo - rsss.
      Valeu.

      Excluir
  2. rsrsr
    é isso pode acontecer, quando tem medo de acabar.
    att

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Pois é Guilherme, até em pesadelo - rsss.
      Brincadeira meninas.

      Excluir
  4. Concordo com a Simone! Isso é o medo de perder... Adorei o texto!

    http://princesadachina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Muito show! Pobre homem haha! Seguindo já.

    Rabiscos de Realidade
    http://rabiscosderealidade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Texto muito bem produzido, adorei. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, preciso transformá-la em uma vidrada pelo meu blogue - rsss.

      Excluir
  7. passando para retribuir a visitinha!! adorei o texto e concordo com as amigas acima , é medo de perder mesmo ...

    vireii seguidora !! sucesso com o blog :D

    ResponderExcluir
  8. Essa só Froid explica.

    Muito bom o texto.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom o texto, finais ainda mais quando são tão de repente não dá pra serem aceitos. Parece tão melhor ver que as coisas caminham para acabarem do que levar o susto de "acabou"..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Débora, um susto é bom para dar o devido valor né?

      Excluir
  10. AAAAAH, eu tava me assustando com essa mulher fria, mas ea só um pesadelo. Ainda bem! KKKK
    Muito bom!
    http://oicarolina.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. São fatos que acontecem em nossa vida, Claudio obrogado pela sua visita gostei das suas dicas sobre raios lá no blog, Cláudio te seguino egue lá o meu amigo?
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com
    http://www.lucimarvirtual.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lucimar. Venha sempre.
      Já estou indo lá.

      Excluir
  12. Olá, Claudio! Como vai?
    Retribuindo a visita lá no meu blog! :D

    Simplesmente amei seus textos, já li alguns aqui e são de ótima qualidade. Esse, então, me encantou. Já estava ficando revoltada com a mulher da história, rs. Mas o final me surpreendeu e aliviou: era só um pesadelo, ainda bem.
    Quem dera pudéssemos acordar de certos "pesadelos" e ver que não passava da nossa imaginação...

    Enfim, já estou divagando, rs!
    Estou seguindo seu blog.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lee.
      Estou feliz que eu tenha te agradado.
      Abraços.

      Excluir
  13. Nossa, já estava me dando agonia... até a linha final, quando vi que era pesadelo.
    Parece que um pesadelo assim, reflete de certa forma a insegurança que temos em relação ao ser amado durante o dia.
    Muitas pessoas precisam reafirmar, dia após dia, que são amadas.
    Gostei muito do texto, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Marina, é ruim perder a pessoa amada, mesmo que seja em um pesadelo, por isso quando acordados temos que cuidar do nosso amor. Obrigado.

      Excluir
  14. Muito bom, Claudio! Adorei mesmo
    Ah, obrigada por comentar lá no blog, volte sempre!

    Beijos
    www.delamila.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Volto sim Camila e tu também volte sempre.
      Obrigado por retribuir.
      Beijo

      Excluir
  15. Olá, Claudio.
    Parabéns pelo ótimo texto; ágil, certeiro e fluente.
    Acredito que quanto mais trabalho dá para se criar um texto, mais fácil ele se torna de ser lido por quem não o conhece.
    Sobre o que você cita no alto da página sobre inspiração, creio que devemos sempre aproveitar ao máximo quando ela aparece, já que não é sempre que isso ocorre.
    Agradeço pela visita e te deixo um abraço.
    Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Jacques. Eu sempre procuro ser simples para facilitar a leitura. Abraço.

      Excluir
  16. Olá Claudio,

    Muito bom! Difícil começar a ler e não ir até o fim.
    Depois desse "sonho", o cara vai ficar cismado.
    Acho que estava devendo uma visita não é?
    Obrigado pela presença no meu blog.

    Um abraço,

    Wagner Silva
    http://codificandoideias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Vagner.
      Não devias nada.
      Eu visito e deixo o endereço para quem tiver vontade de aparecer.
      Se aparecer - risos - sinta-se em casa.
      Abraço.

      Excluir
  17. Gostei! ótimo texto! Parabéns
    Obrigado por comentar no meu blog
    Abraços
    Gabriel - Corações de Neve

    ResponderExcluir
  18. Hahahhaha... muito boa a historinha, confesso que foi divertido e confuso ver o cara sofrendo e a mulher decidida, mas a explicação do final dá o sentido que faltava.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Olá, desculpe a demora a visitar teu blog, é que estava com pouco tempo. Em primeiro lugar, obrigada por comentar no meu, fiquei muito feliz com sua visita. Em segundo, adorei o texto, muito bom mesmo, hehehe. Sempre que possível vou dar uma espiadinha aqui. Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça o sempre virar possível - risos - Bem vinda;

      Excluir
  20. Muito lindo esse texto.
    Pena que nem tudo na vida é como a gente quer.
    Gostei do seu estilo de escrever... (:

    ResponderExcluir
  21. Um sonho muito possível. Acontece, infelizmente... para alguns e felizmente para outros. Abraços Chamun!

    ResponderExcluir
  22. Ahh, muito bom, hein?!
    Viajei até a história... Me senti até uma personagem... rs'
    E final... É legal quando surpreende.
    Parabéns! =)

    http://dannicaldasempalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Belo texto.

    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir