domingo, 6 de julho de 2014

Um caminhão em minha vida


Quando o meu amigo Osni R. Custódio postou no Facebook esta foto, que foi tirada em Florianópolis, não lembro a data, eu lembrei de uma faceta em minha vida que completou 16 anos a dois meses.
Por causa de um caminhão exatamente como este, o amigo aqui quase que não conta esta história.
Eu morava em Porto Alegre e trabalhava na cidade vizinha Canoas.          
           Tinha o ônibus da empresa, que pegava os funcionários para levar para o trabalho, mas certo dia, eu não fui de ônibus. Não lembro o motivo, mas resolvi ir de carro que era um Monza Classic SLE 2.0, um espetáculo.
Para ir ao trabalho eu precisava pegar a BR 116 e percorrer uns 17 Km. Na altura do aeroporto de Porto Alegre tinha um entroncamento com uma sinaleira para quem vinha do sentido interior-Porto Alegre fazer o retorno ou entrar em outra avenida.
A pessoa que precisasse retornar tinha e sair da BR, fazer o balão, esperar o sinal abrir e atravessar a BR.
Um caminhão Scania com carreta, que vinha no sentido contrário, resolveu retornar pela própria BR sem fazer o balão que mencionei. Foi um retorno totalmente proibido, imprudente e altamente perigoso.
Quando eu estava a uns 300 metros o sinal abriu para mim e eu acelerei.
Eu não acreditei que ele faria aquilo, mas ele fez. Por mais que eu tentava fugir do gigante, ele avançava tomando conta da pista. Só deu tempo de desviar e pegar na roda evitando um desastre maior. Quem viu disse que meu carro levantou as duas rodas traseiras. Fiquei dentro do carro cheio de dor sem saber o que tinha acontecido comigo, mas lembro que o cara do outro carro, que escapou do acidente, veio até mim gritando:
 Tu estás bem? Tu estás bem?
E depois eu ouvi ele gritando com o motorista do caminhão:
– Tu és louco? Tu és louco?
Nestas horas, a gente não quer assustar os pais, então chamei meus amigos e colegas de trabalho. Na verdade, quem chamou, ao meu pedido, foi o rapaz que veio até mim gritando.
Uma ambulância foi chamada, mas ela demorou tanto que a polícia militar resolveu me levar para o pronto socorro de carro policial. Era uma camionete Veraneio tão velha que tremia tudo. Então eu pensei: – Só falta este troço desmontar e bater eu morrer aqui depois de ter escapado do caminhão.
Apesar de ter ido para o Pronto Socorro, por causa dos cortes, eu só tive escoriações. Porém para fazer os exames me colocaram em uma maca e transitaram comigo abrindo aquelas portas batendo com a maca tal e qual nos filmes. Eu só via as luminárias passando. Eu me senti no “plantão médico”, um filme da época.
Os meus dois amigos chegaram depois que eu já tinha sido levado e ficaram cuidado do carro para que não houvesse saques.
O motorista ficou apavorado e em cântico de mantra ele dizia repetidamente:
– Que merda eu fiz! Que merda eu fiz! Que merda eu fiz...
Foi a duas semanas do dia das mães.
Enquanto o Magadiel, conhecido carinhosamente como Magal, terminava de recolher meus pertences soltos o outro amigo, o Rubão, foi falar com o motorista que disse:
– Eu sou de Minas e passei da entrada para Pelotas. Eu estava com pressa para voltar e poder ver minha mãe a tempo.
Eis que meu amigo rebateu na hora:
– Por causa da pressa de ver a sua mãe, quase que ele não vê a dele.
O Alex, o motorista, realmente se arrependeu. Ele teve a consciência de assumir tudo, a empresa dele pagou o conserto, e ainda, ele me ligou mais tarde para saber como eu estava. Como ele conseguiu meu telefone eu não sei.
O Estado moveu um processo, no qual fui intimado, contra ele e contra a transportadora para qual ele trabalhava.  Como eu saí ileso, ou quase, e meu carro ficou bom, ao ser perguntado pelo juiz, eu disse que não queria seguir com o processo. 

34 comentários:

  1. Puuuuuuxa,mas essas coisas infelizmente acontecem. Fica a lição e ainda bem estás aqui pra contar! abraços,chica

    ResponderExcluir
  2. Puxa, eu sempre digo, por mais cuidados que temos no volante, sempre acontece algo. Por que o outro nunca tem o cuidado necessário.
    Reviveu novamente.
    Abraços e tenha bom dia

    ResponderExcluir
  3. Claudio, que susto!!!!!!!!!!!!!
    Nas estradas é incrível como temos motoristas imprudentes, não querem nem saber, e as nossos vidas são colocadas em risco.
    Achei legal você não dar sequência ao processo, afinal ficou tudo bem com sua saúde a a empresa se responsabilizou pelo prejuízo, mas espero que esse motorista não tenha continuado a sua loucura pelas estradas !
    Podemos dizer, que você nasceu de novo!!!!!
    bjus e uma ótima semana.
    Gostei do post verídico!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  4. Poxa! Que estória que você você contou. Graças a Deus que você está vivo
    para contar esse estória. Mas ainda bem que se salvarão todos. E o processo não seguiu enfrente
    e você está vivo agora e o homem do caminhão também.

    Abraço
    http://rodrigobandasoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Querido Claudio,
    Infelizmente como existe pessoas imprudentes, mas o importante foi que tudo acabou bem graças a Deus :)
    Grande abraço..

    ResponderExcluir
  6. Claudio!
    Tenho muito medo de dirigir por causa dos "outros" que nunca prestam atenção em nada, temos que dirigir por nós e pelo outro motorista!!
    Só por Deus!!!
    Semana de paz!!
    Allê

    ResponderExcluir
  7. nossa, graças a Deus vc viveu, nunca sofri acidente graças a Deus e tenho muito medo, sempre qd vou sair oro a Deus pedindo proteção, pois temos que dirigir pra gente e para os outros...hoje em dia ha muitas pessoas imprudentes..bjs
    www.blogpinkmakeup.com

    ResponderExcluir
  8. Graças a Deus você está vivo.
    Acontece cada coisa no volante, não é mesmo?

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. A vida está cheia de partidas, e por serem mesmo partidas não podemos prever. Mas podemos sempre ignorar depois tudo ficar bem. Assim como decidiste parar com o processo no tribunal... Felizmente ficou tudo bem.
    A nossa vida é, e sempre será na base do "Era uma vez"
    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  10. Engraçado, a gente sempre pensa que os acidentes só acontecem porque as pessoas não estão nem ai pra nada. Infelizmente o moço do caminhão queria ver a mãe, e por isso acabou sendo imprudente, o motivo até que foi nobre embora a ação não.

    Que bom que nada de grave aconteceu contigo, apenas mais uma lição de vida, como tantas pelas quais sempre passamos até mesmo contra nossa vontade rsrs.

    Naquele dia você nasceu de novo ...

    abraços
    My

    ResponderExcluir
  11. Amigo tens que agradecer a DEUS todos os dia por que por mais uma vida
    por que quando estava lendo eu entrei na história e pensei foi DEUS
    quem salvou o meu amigo, tenha uma semana abençoada.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderExcluir
  12. Amigo, parabéns pelo lance final. Mas, Cláudio, que grande contista o mundo teria perdido...é sério!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Claudio! Pois é né! Evitar acidentes é dever de todos, mas no transito basta um ((acho que dá), para levar vidas...Graças a Deus tudo não passou de um grande susto e não houve danos maiores, e você ai esta para nos contar mais esta sua experiência, milagre de vida.
    Beijos com muito carinho e tenha uma linda semana.
    Marilene
    Marilene

    ResponderExcluir
  14. nossa, Deus realmente estava com você e graças a Ele não foi nada grave.
    Amei seu relato
    bjs
    http://crisartigosfemininos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Cláudio que coisa,acontece tantas coisas em nossa vida só Deus pra nos livrar, Cláudio abraços.
    Blog /Fan Page / Twitter /

    ResponderExcluir
  16. Que situação, ainda bem que você não chegou a ficar muito gravemente ferido. Mas poderia ter ficado. Realmente trânsito é coisa séria e saber respeitar as regras é essencial para evitar essas catástrofes.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Nossa ainda bem que não aconteceu nada mais grave, eu fico louca da vida com pessoas sem noção afff!
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Uma história que dava um filme.

    Beijo

    ResponderExcluir
  19. Olá Claudio!
    Que susto, hein! Graças a Deus não houve nada de grave e hoje você pode nos emocionar com suas histórias maravilhosas!
    Infelizmente, existe muita imprudência nas rodovias do Brasil. Motoristas que não pensam nos acidentes que podem causar a pessoas que são completamente inocentes. Além de manobras arriscadas, pessoas que dirigem embriagadas e são capazes de causar um acidente com vítimas fatais.
    Rezo para que um dia os motoristas brasileiros tomem consciência e respeitem mais as outras pessoas que também trafegam nessas rodovias.

    Beijos
    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Caramba...
    Essa história é verdadeira??
    Parece, porque essas coisas acontecem na vida mesmo...
    Bom texto!!
    Bjs, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Que bom que felizmente acabou tudo bem. Na estrada, em poucos segundos tudo pode mudar.
    Resenha premiada "Fahrenheit 451", participe: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
  22. Caraca que susto hein!
    Mas que bom que tudo saiu bem e você está aqui para contar "os fatos", hoje em dia precisamos dirigir pra nós e pros outros, muita imprudência nas estradas!

    http://detudoumpouco28.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Ainda bem você está bem! Abraços
    http://umainteressantevida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Caramba! Que susto ein.
    Mas ainda bem que tudo está bem, você está vivo, e é isso que importa. Bola para frente e deixar a vida seguir. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Graças a Deus que tudo acabou bem!! Mas é um susto danado, não é mesmo?? Levamos dias para nos recuperar!!

    Amigo, recebi uma TAG de uma amiga querida e lembrei de vc. Esta lá no meu blog. É bem legal, e eu indiquei o seu blog para participar da brincadeira!! Espero que goste!!Fica com Deus!!! beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  26. Oie Claudio =)

    Que susto heim! Mas, sabe que eu que as vezes esse sustos são necessários para que a gente de mais valor a vida. Bem é o que eu acho rs...
    Que bom que tudo terminou bem!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  27. Eita!

    #Sustão
    #EducaçãoOuAFaltaDelaNoTrânsitoNoTerceiroMundo

    Mais uma lembrança do velho monza!

    ResponderExcluir
  28. Nossa que susto meu amigo, tenho muito medo de viagem sábado tenho que viajar 200km para levar meus filhos e já estou com medo , não gosto de sair da minha cidade todos dirige para si apenas e as estradas de MG é um transtorno, beijos e que isso não aconteça mais em nome de Jesus. Beijos Claudio.

    ResponderExcluir
  29. Putz, q aperto, hein! Mas tive q rir da resposta do seu amigo ao motorista! rsss...

    ResponderExcluir
  30. Olá tudo bem com você Claudio?

    Hoje vim te convidar a conhecer meu novo espaço, o "Entre Elas", um espaço culinário com dicas, truques, segredinhos e claro receitas.

    É um blog novo, pois tive de recomeçar, pois os outros dois espaços que tinha foram-se ... já estou seguindo seu blog com esse novo, apenas minha foto não aparece nos seguidores, mas é só conferir pelo nome My Silva..

    Conto com sua presença ...

    http://entreelassempre.blogspot.com.br/

    Bjo

    My

    ResponderExcluir
  31. Eu morro de medo de tirar a carteira, por mais que aja as regras tem gente que dirige como quer e causa acidentes.
    Mais felizmente tu saiu bem né?!
    beijos

    ResponderExcluir
  32. Eu morro de medo de tirar a carteira, por mais que aja as regras tem gente que dirige como quer e causa acidentes.
    Mais felizmente tu saiu bem né?!
    beijos

    ResponderExcluir
  33. Caramba! Que aperto hein, Claudio? Graças a Deus que nada de mais grave aconteceu, e espero que o motorista tenha tido consciência e levado isso como experiência para o resto da vida, e aproveitando, espero que ele conscientize outras pessoas a não fazer manobras perigosas que ponham a vida de outras pessoas em perigo.
    Abraços!
    Identidade Aleatória

    ResponderExcluir