domingo, 18 de agosto de 2013

Aventuras em Salvador

A maioria das pessoas fala que viajar a trabalho é ruim. Quando estas viagens se tornam uma rotina é ruim mesmo. 
Em 2008, eu já estava cansando de tanto viajar, mas fui abençoado.  Minha viagem a trabalho foi para Salvador.  Os Baianos dizem que Deus mora lá. É difícil falar algo a respeito porque o Nordeste todo é lindo, mas com certeza se Deus quiser morar no Brasil, Salvador está no páreo.
Eu nunca pensei que minha viagem apesar de ser para um lugar fascinante daria uma postagem no blogue. Entretanto, conversando com um ou outro sobre as façanhas que fiz na capital baiana, percebi cinco anos depois, que daria um texto.
Então, vamos lá.
A semana de trabalho antecedia o feriado de Tiradentes, 21 de abril, naquele ano caiu na segunda-feira. É claro que eu programei meu retorno para voltar neste dia. Como as diárias pagas pela empresa eram apenas até sexta, eu me convidei para ficar na casa do amigo Rogério.
Uma coisa para aprender sobre baiano é que não precisa de convite, basta dizer: “Tô indo”.
Para não ficar na rotina sem graça do trabalho para o hotel, do hotel para o trabalho, eu resolvi me divertir e uma das noites sai a pé para conhecer Ondina.  Chegando lá vi o coco gelado a R$ 1,00.  O detalhe é que eu tinha me esquecido de levar dinheiro, aí ferrou. A caminhada era de uns 40 minutos, ida e volta, e eu não estava com menor disposição de voltar ao hotel para depois voltar a praia. Além disso, Salvador como toda grande capital brasileira não permite ficar dando bandeira a noite pelas ruas. No outro dia, eu voltei lá.  Tomei um coco e pedi outro dizendo que queria compensar o dia anterior. Então ouvi:
– Não faça isto meu rei. Podia ter pego ontem e pago hoje.
Fiquei lisonjeado com a confiança e aprendi outra coisa. Na Bahia todo mundo tem sangue nobre porque é rei ou rainha.
Seguindo com as minhas aventuras, naquela época, solterinho da Silva, perguntei para um taxista qual o ponto mais legal de paquera. Ele disse:
– Caranguejo Sergipe.
Adivinhem para onde fui na noite seguinte?
Lá, mal sentei, e já percebi uma moça me paquerando, então pensei: “Aqui é bom mesmo”.
Logo, ela me chamou para sua mesa onde estava com sua irmã e uma amiga. Começamos a conversar e vi que a moça era muito simpática, além de ser uma mulata muito bonita. Porém, lá pelas tantas ela resolveu falar uma coisa:
– Preciso te dizer uma coisa. Somos garotas de programa.
Confesso que fiquei surpreso, mas não me abalei, pois não sou preconceituoso e a moça era legal. É claro que eu já não me sentia mais um Gianecchini, pois a paquera virou um negócio comercial. Só que ela se insinuou ainda mais e deu o preço:
– São R$ 350.
– Eu sou funcionário e não o dono da empresa – falei.
Fiquei mais uns 15 minutos e avisei que ia embora. A irmã dela queria que eu pagasse a conta da mesa, mas eu paguei a minha parte.  Cai no golpe da paquera, mas não do da carteira.
No fim de semana minha aventura foi estritamente familiar. Rogério e sua adorável esposa Lu, apesar de serem mais novos que eu, me trataram como um filho. 
Eles têm duas filhas cada um. Eram duas adolescentes que já estão moças, e duas pequenas gracinhas que já estão adolescentes. Eles me levaram para conhecer os pontos famosos como Pelourinho, Farol da Barra, Mercado Modelo e claro o Elevador Lacerda. E na entrada do Mercado Modelo eu conheci uma cigana que me pediu uma moeda para fazer uma simpatia. É claro que eu sabia que a moeda ia sumir, e de fato sumiu. O que a esperta da cigana não esperava era me atacar novamente na saída do Mercado.
– Tu já me deves R$ 1,00 – eu disse.
– Eu não. Você está me confundindo – disse ela, e se mandou tão rápido quanto a moeda. 
Eu perdi R$ 1,00, mas me diverti muito. Logo, paguei para dar risadas. No domingo, a minha querida família soteropolitana tinha um aniversário de criança. É claro que eu não quis ir. Eu não me sentiria bem mesmo sabendo que em Salvador isto é bobagem, pois mesmo sendo desconhecido do dono da festa, o amigo do amigo é grande amigo.  No entanto, eu liguei para outro camarada, o Thiago, porque sabia que ia rolar um clássico. Para quem ama futebol como eu, estar em Salvador em dia de clássico e não assistir um Ba-Vi é a mesma coisa que não ir a Salvador. O Thiago me buscou e me levou para almoçar na sua casa como um típico anfitrião baiano. Chegando lá recebi um abraço caloroso e apertado de sua mãe como seu eu fosse um amigo de anos. E ela disse:
– Meu filho! Se tivesse avisado eu teria feito uma moqueca.
Eu olhei para o Thiago e disse: – Eu te mato – Sim, porque moqueca já é bom, feita por mãe então é bom demais. Ela fez um preparado com o que tinha, mesmo   assim ficou uma delícia.
A hora de ir para o estádio foi interessante. A família do Thiago é Vitória até morrer, e depois também. Uma moça, a Eliane, amiga da turma, que foi com a gente era torcedora do Bahia. Eu fiquei com pena dela. Era uma onda geral em cima da menina, inclusive eu, que aquelas alturas era Vitória desde pequeninho. Chegamos ao estádio e a posição do sol me comia uma perna. Eu, bobo do sul, só tinha passado protetor no rosto, orelhas e braços. Como eu estava de bermudas, aquele sol ia entrando. A minha sorte foi que no Nordeste o sol se põe cedo.
A festa pré-jogo foi muito bonita, tanto de uma torcida quanto da outra. Eu estava no meio da torcida do Vitória é claro, mas dava para ver a Bamor vibrante com o lindo colorido no outro lado do estádio.
O jogo começou e não demorou muito para o Bahia fazer um gol, e justamente na goleira onde estávamos. Alegria de um lado e tristeza do outro, o nosso. Ali, apenas Eliane com um sorriso escondido estava satisfeita. Ela estava louca para descontar a gozação que sofreu na ida para o estádio Barradão, mas não podia porque era minoria, ou melhor, solitária.
O Bahia fez mais dois gols ainda na mesma goleira, e o Vitória descontou para renovar a esperança do rubro-negro baiano. No segundo tempo, o Bahia fez mais um gol o que decretou a vazão do estádio pela torcida dona da casa. Inclusive nós. No caminho para o carro todos estavam de cabeça baixa pela derrota de 4x1 até que alguém ligou o rádio com a música nas alturas. Neste momento, o jogo ficou para trás e todos começaram a dançar na rua. Outra coisa que aprendi na Bahia: Alegria agora, agora e amanhã.
Bom, para os meus amigos do Vitória não ficarem zangado, no jogo de volta, o Nego, assim chamado, devolveu a humilhação por 3x0 e na outra semana acabou por ser campeão por critérios de desempate por ter feito um gol a mais. Outra coisa que só vi lá.
Na segunda, depois de curtir a praia com a minha família baiana, peguei o avião de volta para São Paulo, onde eu estava morando, e com certeza meu coração não voltou inteiro, pois um pedacinho dele ficou lá. 


49 comentários:

  1. Legal sua aventura, acho que todos nós temos alguma engavetada na memória mas que não colocamos no papel ou aqui no virtual, dá pra dar boas risadas e a recordação é sempre muito bacana.

    Confesso que achei muito engraçado a parte das moças te convidando e você se sentido o maioral rsrs, acredito que isso deve acontecer com muitas pessoas, mas acho que a experiência é válida, quando dá pra rir depois.

    Parabéns pelo relato e lembranças, gostei.

    Abraços
    Rafa e My

    ResponderExcluir
  2. PAssar férias em um lugar diferente deve ser ótimo principalmente se gastarmos poucos..O que é cause impossível....Cidades assim como SAlvador ou no interior de qualquer estado, é muito bom da para relaxara mente...
    http://contosdagarotameroko.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Bah! Um gaúcho baiano nunca vi, mas muito belo texto e você com cabelo de Dreadlocks também ficou muito bom.

    ResponderExcluir
  4. Claudio parabéns pelo texto, muito interessante todo o seu relato, e relembrar é viver... e como é bom ter histórias para contar, são valores de uma vida, muito legal! Mas e aí você sabe me dizer: O que que a baiana tem?? "risos"
    Bjs meu amigo , e uma abençoada semana
    Clarice

    ResponderExcluir
  5. Oi. Tem um selinho pra você em meu blog.
    confira.

    abraços!!!

    http://mmelofazminhacabeca.blogspot.com.br/2013/08/selo-amigos-de-inverno.html

    ResponderExcluir
  6. Muito legal a sua história, fico feliz que gostou daqui e que foi tão bem recebido, em Salvador é bem assim como você contou.

    Lápis,Papel e História

    ResponderExcluir
  7. Claudio, kkkkkkkkkk boa tarde... rindo do comentário que deixou no Antologias... Como dizia nossa ilustre cantora e atriz
    Carmen Miranda na letra da música, O que é que a Bahiana Tem, a
    mulher bahiana tem muita coisa, além de requebrar bem, tinha graça
    como ninguém !!! kkk
    Abçs. Clarice

    ResponderExcluir
  8. Morri de ri com a história da 'paquera'. kkkkkkkkkkkkkkkk
    Adorei sua viagem, muito boa!! Apesar de morar aqui no nordeste, não conheço Salvador..e não é por nada não Claudio mas,se vc gostou de Salvador vc ia ser apaixonar por Natal!! Com todas as belezas, até mais sem brincar mas com bem menos transito ou violencia. Rs Nasci no RJ mas meu coração é potiguar, ai já viu..

    http://nakitaaraujo.blogspot.com.br/
    beijo

    ResponderExcluir
  9. Viajar é sempre bom, pois dá ao nossos olhos milhares de novas paisagens.

    Amo viajar.

    ResponderExcluir
  10. Bah Claudio, ficou muito bom esse texto... adorei ir vendo o que tu aprendeu enquanto esteve na Bahia, parece ser um povo muito caloroso. Achei uma graça da tua frase que diz que lá todos tem sangue nobre, por se tratarem como "meu Rei, minha Rainha", hehehe! Espero poder ler mais destas aventuras por aqui. Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Muito legal a sua viagem! Também amo Salvador, devo ser paulista por acidente!
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Claudio
    Muito legal seu relato da viagem a Bahia, eu não conheço, mas gostaria de conhecer.
    Já vi que vc é popular, pois já ganhou um selo, eu também te ofereci um selo kkkk, mas só se vc quiser, se não quiser, não tem problema.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  13. Viajar é sempre bom, não importa se foi a trabalho ou não , o que importa mesmo é viajar. Bom dia, meu amigo!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Claudio!
    Viajar e conhecer novos lugares é muito legal! ^^
    Gostei muito de ler, imaginando as situações!
    ...beijinhos***

    ResponderExcluir
  15. Não posso dizer que fazer viajem a trabalho é ruim, pq nunca fiz isso, mas estarei fazendo uma viajem para fazer um projeto, depois te falo como foi (:

    ResponderExcluir
  16. Olá Claudio

    Nossa que legal, creio que foi divertido mesmo kkkkkk

    Eu nunca sai de SP, quem sabe um dia vou conhecer outros Estados, e também tenha aventuras assim como essa ou não heheheheheheh

    Abraços

    http://rob-umarosaazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Pra variar, mais um ótimo post. Quem nunca se meteu numa fria em uma viagem, né? Ainda bem que você conseguiu se livrar de pagar a conta toda no Caranguejo Sergipe e de dar mais um real pra cigana. É bom ser bem recebido em um lugar, né? Quem tem amigos não morre pagão.

    Sorteio do livro A Culpa é das Estrelas no blog: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
  18. Muito bacana, legal compartilhar suas experiências aqui no blogue.
    É esse o tipo de relato que faz a pessoa querer conhecer a cidade
    ahh se eu pudesse juro que sairia visitando esse país cheio de encantos.

    Beijão, Claudio.
    Agora é de certeza, domingo tem texto seu no meu blog, estava com uns probleminhas, mas já consegui resolver.

    eraoutravezamor.blogspot.com
    semprovas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Não dá pra dizer que não, a Bahia é um lugar incrivel mesmo. Eu também já estive pelas ruas de Salvador, só que eu era muito nova, devia ter por volta dos meus 10 anos de idade, mas ainda assim, me lembro dos detalhes da minha viagem.
    É realmente encantador.
    Fico feliz que tenha mesmo aproveitado, e realmente, deu uma boa história hahha
    eu ri bastante contigo contando sobre as garotas de programa, foi bem engraçado a forma como elas queriam dar o golpe de qualquer jeito.
    hahaha
    Beijo!

    ResponderExcluir
  20. Olá Claudio, boa tarde meu amigo.
    Não conheço a Bahia, mas tenho muito desejo de estar um dia por lá.
    Viu só viajou, trabalhou se divertiu e ainda por cima conseguiu um belo post compartilhando as suas aventuras. Viajar é sempre uma das melhores coisas que fazemos, amo viajar, conhecer novos lugares, novas vivencias, aprendemos sempre muito com isso.
    Beijos com carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  21. Que lugar lindo eu bem queria trabalhar nesse lugar, nem precisava me pagar, Cláudio passando pra te desejar um ótimo final de semana fique com Deus beijos.
    Blog:Lucimar Estrela da Manhã

    Grupo:Divulgue seu blog no Facebook

    Fan Page

    Me encontre no Pinterest

    ResponderExcluir
  22. Oi Cláudio, voltei aqui porque vi seu comentário lá no blog sobre o sorteio do livro, precisa seguir os dois blogs e preencher o formulário uma vez só.

    ResponderExcluir
  23. Nossa comecei a ler e não parei ótimo texto prende mesmo!!rsrsrs
    Os baianos são um povo muito alegre!também nao conheço a Bahia mas um dia irei para lá!!
    Achei o trecho da cigana muito engraçado!!
    Passando para desejar um lindo final de semana!!
    bjos

    ResponderExcluir
  24. Olá, Cláudio!
    Foi uma aventura em Salvador quando era solteiro rs.
    Gostei demais da sua foto paz e amor e trabalho e diversão juntos,
    Os Baianos são bem carismáticos e bem educados e do bem não tem aquela maldade toda.
    Muito boa as fotos.

    Ps: desculpe a demora de comentar no seu blog e porque estou sem computador meu querido
    abraço.

    ResponderExcluir
  25. Eu queria só saber qual seria sua história se viesse para aqui pro Recife. HAHA
    Ri demais com suas peripécias e tinha hora que cheguei a me perguntar se era ficção mesmo ou não. A cada texto que vc escreve tenho a certeza que devoraria um livro seu em poucas horas, porque não é possível uma leitura tão agradável! hahaha

    Abraços

    http://oicarolina.wordpress.com

    ResponderExcluir
  26. Adorei a aventura meu amigo! Rindo muito da forma que contou tudo!
    Bom fim de semana...

    ResponderExcluir
  27. Oi Salvador deve ser lindaaaa, tenho mt vontade de conhecer, lindo post...bom final de semana!
    www.bybeiju.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. Uau!! Que aventura hein! Deu até vontade de ir pra Bahia, só pra ser rei hahahhaha... Que garotas de programa mais caras hein, fala aí, elas eram tão boas assim?
    Pelo visto você não deu sorte pro Vitória. Ainda bem que você não ficou pro segundo jogo... hahahhaa

    Obrigado por ter lido Zé Mané, fiquei muito feliz mesmo pelo seu empenho. Esse foi o primeiro de todos os contos e também um dos motivos pelo qual criei o blog. Agradeço também por todos os comentários. Já estou preparando a volta do Zé pra esse semestre, mais especificamente na primeira semana de setembro.

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  29. Vim aqui para convidá-lo a opinar na minha pesquisa de opinião sobre amizades virtuais.

    Abraços,
    http://www.revolucaonerd.com/

    ResponderExcluir
  30. Nem me fala. Tenho muita vontade de conhecer a Bahia.
    É um sonho desde menina, mas que um dia vou realizar.
    A tua aventura sé fez "botar lenha na minha fogueira".
    Abraço

    ResponderExcluir
  31. Eu tbm nunca fui para a Bahia... Mas em breve irei. Até o fim do ano que vem!

    Bjs - Suzana Rosa - www.rosachiclets.com.br

    ResponderExcluir
  32. Boa noite meu amigo.

    Antes de mais nada, queria te dar um abraço e te agradecer por me avisar sobre "no captcha". Realmente é muito chato, querer fazer um comentário, e vir aqueles números e letras. Como gratidão, já linkei o seu blogue no meu, e é claro, também estou te seguindo.

    Salvador sempre foi um lugar que quis conhecer, devido a alegria, o axé, o lado da MPB entre outras coisas. Tenho curiosidades em saber como é o centro de Salvador, as festas e o lado antigo e religioso.

    Toda dica, será bem vinda!

    Abraços,
    http://gagopoetico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Sonho meu de viajem, um dia irei a Bahia,curtir o sol, as praias...quero muito, Claudio tem sorteio no blog, se gostar participe. bjs do ♥
    http://adrythamy.blogspot.com.br/2013/07/blog-post.html

    ResponderExcluir
  34. Oi Claudio,,,,

    Realmente deu pra dar boas risadas lendo a sua aventura na Bahia ....
    Taí um lugar ue pretendo conhecer em breve
    Bjokas e obrigada pelo convite em ler o post ...
    Bom fim de semana
    Silvana
    http://srxlembrancinhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  35. Olá amigo Claudio

    Nunca fiz viagens a trabalho, mas já fiz bastante viagens para diversos locais do nosso " Brasilzão " e sempre tem algo de engraçado para contar ( claro que depois do fato ocorrido ),
    essa sua " aventura " não passei não, mas que com certeza serviu como uma experiência e porque não dizer, alegrar um pouco mais a sua viagem


    Abraços,
    Trocyn Bão - Thiago

    ResponderExcluir
  36. Bem só digo uma coisa... Moqueca é capixaba, na Bahia é peixada, rsrsrs.

    Abraços Chamun.

    ResponderExcluir
  37. Boa Noite Amigo!obrigada pela visita,legal sua aventura,vc precisa vir mais vezes muita coisa mudou de 5 anos p/cá,sou suspeita p/falar sobre a Bahia pois moro aqui a 32anos,e adoro.pena q a violencia está cada vez aumentando mas faz parte da evolução,para quem gosta de diversão,praias lindas,pessoas alegres e acolhedoras é um ótimo lugar.tenha um domingo iluminado fica c/Deus!um abraço!!

    ResponderExcluir
  38. Meu querido Claudio eis mesmo especial, li amiúde tua aventura, experiência que podes retratar de forma fiel e com teu linguajar que todos entendem e sentem vontade de ler de novo. Beijos meu lindo... Luz e paz... seja na moqueca ou na peixada :D

    ResponderExcluir
  39. Seu blog é muito legal. Ainda não conheço a Bahia, mas acredito que seja legal como descreveu no texto. Gostei da forma como escreveu e ri muito em alguns trechos, como os das garotas de programa e da cigana.

    Estou te seguindo, me segue também? Se me seguir, seu blog será incluído na minha Lista de Blogs.

    Abraços e sucesso!

    www.teoriasdoleaodamontanha.com.br/

    ResponderExcluir
  40. que linda deve ser o maximo visitar ,obrigado amigo retribuindo sua visitinha sera sempre bem vindo http://mulherfashioon.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  41. Olá, Claudio, Tudo Bem? Primeiramente, agradecer a sua visita no Blog. Outra coisa, sou baiano, propriamente de Salvador. Lendo seu texto com minha namorada, ficamos veementemente lisonjeados com a pureza e veracidade da nossa terra, sem falar que sabes bem a arte de escrever. Visto que ficou uma parte do seu coração com a nossa terra, como um bom baiano já te considero meu amigo e quando voltar seria uma honra poder conhece-lo.

    Abraços e "tamu Junto"

    http://www.reginaldosillva.com/

    ResponderExcluir
  42. ADOREI,CLAUDIO.LI MAIS OU MENOS PORQUE AS LETRAS ESTÃO GRANDES. AMEI AS FOTOS.


    SÓ DEVO RETORNAR EM SETEMBRO. A ÚLTIMA REVISÃO DA CIRURGIA SERÁ DIA 29/8 QUANDO PEGAREI A RECEITA DOS ÓCULOS E SERÁ O TEMPO DE TÊ-LOS PARA PODER POSTAR E LER.

    DESCULPE A MAIÚSCULA,MAS SEM OS ÓCULOS,ENXERGANDO MUITO MAL.


    ATÉ BREVE,BEIJOS E OBRIGADA PELO CARINHO E PREOCUPAÇÃO.


    DONETZKA


    FACE BOOK:Donetzka Cercck

    ResponderExcluir
  43. Oi,Cláudio! KKKKKKKK! Você está um número nesta foto! É, acho que a Bahia lhe fez muito bem. Bom Domingo! Abração, Lylian

    ResponderExcluir
  44. Eu fiquei com pena da torcedora do Bahia, não poder extravasar a vitória do time hahaha. Pô Salvador deve ser mágico. Adorei as suas aventuras por terras soteropolitanas.

    ResponderExcluir
  45. Olá vim através do agenda dos blog.
    Vim Conhecer seu blog,parabéns adorei...
    Já sou sua seguidora bjs..
    Tenha uma linda semana
    Venha me fazer uma visita

    ResponderExcluir
  46. Adorei blog, realmente muito bom os posts..
    Parabéns 
    Continuando desse jeito, você vai realmente muito longe !
    Se quiser conhecer o meu também, tem post novo lá..


    http://bruhbrito.blogspot.com.br/



    Beijos e sucesso pra ti ;*

    ResponderExcluir
  47. Obrigado queridos leitores, que comentaram e visitaram
    o H. E. e O. P.

    ResponderExcluir
  48. Já pensou cair no golpe da carteira com 2? Fala sério, antes delas se revelarem você já estava se achando o próprio Gianechinni rsrsrsrs

    É muito bom viajar, mesmo a trabalho (sei exatamente como funciona a tal rotina), a parte boa é q conhecemos vários lugares que nem em sonho pensávamos em ir conhecer.

    ResponderExcluir